sexta-feira, 20 de julho de 2007


A Fúria de Viver





ESPLENDOR NA RELVA


eu sei que deannie loomis não existe
mas entre as mais essa muher caminha
e a sua evolução segue uma linha
que à imaginação pura resiste


A vida passa e em passar consiste
e embora eu não tenha a que tinha
ao começar há pouco esta minha
evocação de deanie quem desiste


na flor que dentro em breve há-de murchar?
(e aquele que no auge a não olhar
que saiba que passou e que jamais


lhe será dado ver o que ela era)
Mas em deanie prossegue a primavera
e vejo que caminha entre as mais


Ruy Belo


Natalie Wood -n.em 20 de julho de 1938; f.em 1971



5 comentários:

wind disse...

Belo poema para bela actriz que morreu precocemente.
Beijos

Manoel Carlos disse...

Natalie Wood faleceu com trinta e três anos?!

Yardbird disse...

Que pena, a morte da Nathalie tão nova. Nunca me esquecerei da Maria do West Side Story.
Beijinho, Cecília

ruy disse...

Também apreciava muito a Natalie.
Vou retribuir o Link.

augustoM disse...

Cecilia só Natalie Wood me podia reelmbrar esses tempos do Esplendor na Relva, estávamos todos apaixonadoe por ela.
Um beijo. Augusto